Thubten Phuntsog Gephel Ling

Estrada Nacional 253 Herdade Corte Pereiro

7580-706 Santa Susana - Alcácer do Sal

Coord: 38.486402,-8.359611

CET Pendê Ling

Rua Fernando Assis Pacheco, 120

2765-316 São João do Estoril - Lisboa

Email: info@guhyamantrika.org

Call: 26 510 21 62 / 91 213 93 53

  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram

Doações

Ao doar contribui para a preservação do centro de retiros e mosteiro, da comunidade monástica e ngakpa e para o desenvolvimento dos nossos projectos. Poderá doar através do paypal, transferência bancária ou contactar-nos para doações de outras formas.

Tulku Urgyen Rinpoche 

Tulku Urgyen Rinpoche

 

Tulku Urgyen Rinpoche morreu a 13 de Fevereiro no seu ermitério Nagi Gompa na encosta sul da montanha de Shivapuri. Nasceu no Tibete Este no décimo dia do quarto mês do calendário tibetano em 1920, tendo sido reconhecido por S.S. Khakyab Dorje, o décimo quinto Karmapa, como a reincarnação de Chowang Tulki, e também como uma emanação de Nubchen Sangye Yeshe, um dos discípulos principais de Padmasambhava, Guru Chowang o Primeiro (1212 – 70 AD). Este foi um dos Cinco Reis Terton, os Grandes Reveladores dos textos sagrados escondidos pelo Guru Padmasambhava. 

 

O principal mosteiro de Tulku Urgyen foi o Lachab Gompa em Nagchen, onde estudou e praticou os Ensinamentos das escolas Kagyu e Nyingma do Budismo Tibetano. A sua família era a principal detentora da Linhagem Barom Kagyu. Na tradição Nyingma, Tulku Urgyen manteve todos os Ensinamentos do último século, de três Grandes Mestres: Terchen Cokgyur Lingpa, Jamyang Kyentse Wangpo e Kongtrul Lodro Thaye. Teve uma profunda transmissão dos Novos Tesouros, uma compilação de todos Empossamentos, Transmissões e instruções dos Ensinamentos de Padmasambhava, que teriam sido redescobertos por Terchen Chokgyur Lingpa. O seu bisavô transmitiu esta tradição aos regentes da Linhagem Karma Kagyu, bem como a outros grandes Lamas e Tulkus.

 

A estreita relação entre a Linhagem dos Karmapas e Tulku Urgyen Rinpoche remonta ao 14º Gyalwang Karmapa, um dos principais discípulos dos termas de Chokgyur Lingpa, tendo recebido a transmissão do próprio terton. Tulku Samten Gyatso, o neto de Chokgyur Lingpa e Guru Raiz de Tulku Urgyen Rinpoche, ofereceu a mesma transmissão ao 15º Gyalwang Karmapa Khakyab Dorje. Já ao 16º Gyalwang Karmapa, Ranjung Rigpey Dorje, é-lhe oferecido a maioria das transmissões do Chokling Tersar pelo próprio Tulku Urgyen Rinpoche. Adicionalmente, Tulku Urgyen também sentiu que seria auspicioso passar a transmissão do importante Dzogchen Desum, as “Três Secções da Grande Perfeição”, para tanto Sua Santidade o Karmapa como a Dudjom Rinpoche, bem como a diferentes Tulkus e Lamas das tradições Kagyu e Nyingma. 

 

Tulku Urgyen fundou seis mosteiros e centros de retiro na região de Kathmandu. O mais importante destes mosteiros foi em Boudhanath, o local do Grande Stupa, e outro na caverna Asura, onde Padmasambhava manifestou o patamar de Mahamudra Vidyadhara. Tulku Urgyen viveu no ermitério de Nagi Gompa por cima do vale de Kathmandu com a responsabilidade de guiar mais de 300 monges e monjas, tendo ficado em retiro mais de 20 anos, incluindo quatro retiros de três anos.

 

Em 1980, Tulku Urgyen, acompanhado pelo seu filho mais velho Chokyi Nyima Rinpoche, começou a dar Ensinamentos sobre Dzogchen e Mahamudra na Europa, Estados Unidos e Sudoeste Asiático. Todos os anos, um seminário sobre estudos e práticas Budistas foi mantido no Ka-Nying Shedrub Ling Monastery, combinando a visão e meditação do Dzogchen, Mahamudra e do Caminho do Meio. Menos preocupado com as etapas lógicas de conhecimento ou filosofia, Tulku Urgyen introduzia directamente os discípulos à natureza da mente. As suas publicações em inglês incluem "Repeating the Words of the Buddha", "As It Is 1 & As It Is 2", "Rainbow Painting" e o recente "Vajra Speech".

 

O pináculo dos Ensinamentos Dzogchen e Mahamudra, que são extremamente vastos e profundos, podem ser condensados em estados simples de imediata relevância para o nosso presente estado mental. Tulku Urgyen era famoso pela sua profunda realização na meditação e pelo estilo conciso, lúcido e humorístico de transmitir a essência dos 84 000 Ensinamentos do Buda. O seu método de ensinar era através da instrução que conduzia à experiência própria. Com poucas palavras, era este o método que utilizava para que o aluno conseguisse tocar o coração da Mente de Sabedoria do Buda.

 

Escrito por Chokyi Nyima Rinpoche e Erik Pema Kunsang, Nova Iorque, 1981